Últimas Notícias
Guarapari

Obras da Vale para reduzir pó preto vão gerar 1,8 mil empregos

Há oportunidades para profissionais terceirizados, como engenheiro, carpinteiro, mestre de obras, eletricista, mecânico e soldador


As obras implementadas pelo Plano Diretor Ambiental da Vale devem gerar 1,8 mil empregos no Espírito Santo em 2022. Há oportunidades para vários profissionais, como engenheiro, oficial polivalente, armador, carpinteiro, mestre de obras, encarregado, eletricista, mecânico, soldador, montador de andaime e encanador industrial. Esses profissionais estão sendo contratados pelas empresas responsáveis pelas obras ao longo do ano.

Obras da Vale para reduzir pó preto vão gerar 1,8 mil empregos
Foto: Divulgação

Entre as intervenções está o fechamento do pátio de estocagem temporária de pelotas da Usina 8, na unidade de Tubarão, concluído esta semana. É onde são movimentadas aproximadamente 200 mil toneladas de pelotas por ano. O galpão passa a ter área de cerca de 4 mil m². Na mesma usina, o pátio de insumos, com 8 mil m² de área, já havia sido fechado em 2019.


Essas intervenções fazem parte de um conjunto de obras previstas no Termo de Compromisso Ambiental firmado, em 2018, pela mineradora com Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e governo do Estado. A previsão é que essas ações reduzam em 93% na emissão de poeira na unidade de Tubarão até 2023, em relação a 2010.


Outras áreas também serão fechadas. Estão em fase de contratação as obras para fechamento dos pátios de estocagem temporária das Usinas 5 a 6 e da Usina 7, cada um com 2 mil m² de área e capacidade para movimentar cerca de 200 mil toneladas de pelotas por ano. Os cinco viradores de vagões, que recebem todo o minério de ferro que vem de Minas Gerais, também receberão uma estrutura de fechamento.


O projeto para a área de 7 mil m² está em fase final de desenvolvimento e prevê estruturas metálicas que podem chegar a até 28 metros de altura. As obras do fechamento da principal correia transportadora da rota de embarque responsável pela alimentação dos píeres I e II, por onde são exportados todo o minério e pelotas de Tubarão, estão em andamento.


Também estão sendo iniciadas as obras de instalação de novas wind fences, que funcionam como barreiras, reduzindo a velocidade do vento nos pátios de estocagem. Serão quatro novas wind fences com extensão total de aproximadamente 6 km de telas. Dessa forma, a empresa passará a contar com 10 pátios cercados com 16 km de extensão de telas.


Nos pátios de pelotas das Usinas 5 a 7 e da Usina 8, serão instalados mais canhões de névoa, iguais aos já instalados no pátio de pelotas das Usinas 1 a 4. Os canhões lançam microbolhas de água sobre as pilhas de pelotas. Serão ao todo 11 novos canhões nesses dois pátios, sendo seis no pátio das Usinas 5 a 7 e cinco no pátio da Usina 8. Atualmente, está em andamento o processo de compra dos equipamentos.


Da Redação
Por Portal ES Digital





« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário